Home O Piloto Palmarés Multimedia Noticias Calendário E-Mail
Pedro Lamy foi quinto nas 24 Horas Le Mans     (15 Junho 2008)  
Vários problemas impossibilitaram uma melhor classificação lus
Pedro Lamy terminou hoje as 24 Horas de Le Mans no quinto posto, numa corrida ganha pelo Audi do dinamarquês Tom Kristensen, do britânico Allan McNish e do italiano Rinaldo Capelo. A equipa do piloto português, que largou da pole-position desta 76.ª edição e comandou as primeiras 2h30m de prova, passou por diversos problemas mecânicos ao longo da prova, acabando por cumprir menos 13 voltas do que 381 do conjunto alemão.

A Peugeot acabou por completar os outros dois lugares do pódio, com o segundo posto a ser conquistado pelo 908 HDi-FAP n.º 7 (M. Gene, N. Minassian e J. Villeneuve) e o terceiro pelo carro n.º 9, pilotado pelo francês Franck Montagny, o austríaco Christian Klien e o brasileiro Ricardo Zonta.

As primeiras duas horas de corrida foram de domínio francês, com os três leões diesel a ganharem vantagem sobre os rivais alemães. Mas tal como é frequente nas corridas de resistência, nem tudo o que parece é e logo quando Alexander Wurz pegou no carro, encontrou dificuldades em engrenar a primeira velocidade. O problema foi resolvido mas a equipa caiu para o 31.º posto: “Tendo em conta o andamento imprimido nas primeiras duas horas de corrida, ainda acreditámos ser possível lutar pela vitória aqui em Le Mans. Quando passei o carro ao Sarrazin estávamos na primeira posição, já com uma vantagem confortável para os segundos classificados, o mesmo aconteceu quando o Sarrazin passou o carro ao Wurz, mas ai começaram os problemas... Primeiro foi uma peça da caixa de velocidades que nos obrigou a permanecer muito tempo nas boxes, perdendo seis voltas para o primeiro”, explicou Pedro Lamy, algo decepcionado com os problemas encontrados nestas 24 Horas de Le Mans.

À passagem da oitava hora de prova, os sinais de recuperação eram evidentes e o 908 HDi FAP n.º 8 já rodava no sexto posto, a somente cinco voltas do líder, na altura o Peugeot de Marc Gene. Mas três horas depois, nova infelicidade para a equipa de Lamy. Um problema eléctrico travou a progressão na tabela e obrigou a nova paragem nas boxes: “De madrugada, voltámos a ter um problema no carro, desta feita eléctrico, onde tivemos que mudar a bateria do carro e perdemos mais 3 voltas”. Quando o carro regressou à pista ocupava a nona posição.

Sempre de trás para a frente e determinado a inverter os acontecimentos, Lamy trouxe de novo o Peugeot 908 para o sexto lugar, estavam decorridas 15 horas de prova. Por volta desta altura, a equipa decidiu mudar algumas afinações aerodinâmicas para obter mais aderência ao traçado de La Sarthe, copiosamente invadido por uma intensa chuva: “Os problemas são naturais numa prova desta envergadura, mas infelizmente, parece que todos os problemas destas 24 horas aconteceram ao nosso carro...” Finalmente, a quatro horas do fim, a equipa do piloto português conseguiu ultrapassar o Audi de Biela, Pirro e Werner, segurando o quinto posto até final.
“Gostava de agradecer à Peugeot esta oportunidade e sempre que o carro esteve bom, conseguimos imprimir um ritmo bastante rápido. Gostaria ainda de dar os parabéns ao vencedor, que soube gerir muito bem esta fantástica corrida. Espero regressar no próximo ano e que as coisas corram melhor”, concluiu Pedro Lamy.

Ouça aqui as declarações do Pedro Lamy em formato MP3

Versão zip  
o piloto
palmarés
multimédia