Home O Piloto Palmarés Multimedia Noticias Calendário E-Mail
Peugeot vence primeiro duelo     (8 Maio 2011)  
Problemas mecânicos atiram Lamy para oitavo em Spa
A Peugeot venceu o primeiro confronto do ano com a Audi e, apenas não colocou os seus três carros nas três primeiras posições nos 1000 Kms de Spa-Francorchamps, disputados ontem na Bélgica, devido a um problema na suspensão no carro de Pedro Lamy e dos seus companheiros de equipa Sebastien Bourdais e Simon Pagenaud, que os atirou para oitavo.

Sebastien Bourdais, companheiro de equipa de Pedro Lamy, foi o primeiro a assumir os comandos do Peugeot 908 nº 9. Arrancando da 17ª posição da grelha, começou de imediato a recuperar posições, entregando o carro a Pedro Lamy na quarta posição. O piloto português, o único a quem foi solicitado que fizesse três turnos de condução seguidos, ainda subiu ao segundo lugar da corrida, mas momentos antes de entregar o carro a Simon Pagenaud, devido ao desgaste dos pneus, teve uma ligeira saída de pista, caindo para o terceiro posto.

“Os 1000 Kms de Spa são como o derradeiro teste antes das 24 Horas de Le Mans. Como tal, aproveitamos para experimentar várias soluções possíveis. Desta vez, pediram-me para fazer três turnos com o mesmo jogo de pneus, mas ficou comprovado, que não é muito viável. Devido ao desgaste dos pneus acabei por ter uma ligeira saída que comprometeu a segunda posição. Quando entreguei o carro ao Simon (Pagenaud), ainda tínhamos todas as hipóteses de terminar no pódio, mas infelizmente a suspensão do carro partiu e acabamos por cair para o oitavo posto”, afirmou Pedro Lamy que no entanto achou bastante positivo o resultado alcançado pela Peugeot em Spa.

“Depois da qualificação, cheguei a pensar que seria impossível bater os Audi aqui em Spa, mas durante a corrida mostrámos estar bastante competitivos e por pouco não conseguimos levar os nossos três carros ao pódio. De qualquer forma, conseguimos uma dobradinha e saímos de Spa com boas indicações para as 24 Horas de Le Mans”, concluiu o piloto português.

A vitória acabou por sorrir ao Peugeot nº 7 de Davidson, Gene e Wurz, seguidos de Minassian, Montagny e Sarrazin (Peugeot 908 nº 8) e Capello, McNish e Kristensen (Audi R18), na segunda e terceira posições, respectivamente.

Versão zip  
o piloto
palmarés
multimédia