Home O Piloto Palmarés Multimedia Noticias Calendário E-Mail
Pedro Lamy sobe ao pódio nas 24 Horas de Le Mans     (17 Junho 2007)  
Melhor classificação portuguesa de sempre na mítica prova de resistência
A 75.ª edição das 24 Horas de Le Mans ficou marcada pela melhor classificação de sempre de um piloto português na mítica prova de resistência francesa. Pedro Lamy conseguiu hoje melhorar a máxima anterior (quarto lugar) estabelecida pelo próprio na edição de 2001, subindo ao segundo lugar do pódio.

O piloto português, em conjunto com os seus dois companheiros de equipa, Sebastian Bourdais e Stephane Sarrazin, ajudou a Peugeot a conquistar mais este excelente resultado, naquela que foi a estreia do 908 DHi FAP no traçado de La Sarthe.

“Julgo que estamos todos de parabéns. A equipa realizou um excelente trabalho e em apenas um ano conseguiu ‘criar’ um carro ‘vencedor’. Obviamente que ainda há muito trabalho de desenvolvimento a fazer, mas foi sem dúvida um excelente resultado, tanto para a Peugeot, que no ano de estreia do 908 conseguiu subir ao pódio, como para mim que consegui o melhor resultado de sempre nas 24 Horas”, começou por referir visivelmente satisfeito Pedro Lamy.

Apesar de um início menos positivo, com Peugeot 908 n.º 8 a ser vítima de um problema de transmissão no decorrer da quarta hora de prova, a equipa de Pedro Lamy conseguiu no entanto recuperar o tempo perdido e ao longo das 24 horas de prova foi reconquistando posições até ao segundo posto final: “No primeiro turno de condução, o carro estava a fugir um pouco de traseira mas com a entrada do Sarrazin nas boxes, devido a esse problema na transmissão, a equipa teve tempo para alterar as afinações e o carro melhorou bastante ficando muito mais equilibrado, embora tenha perdido um pouco de velocidade nas rectas.”

Isso contribuiu também para que Pedro Lamy fosse bem mais consistente no segundo turno de condução: “Da primeira vez que fui para a pista e, dado que a corrida ainda não estava no início, a equipa pediu-me para abrandar um pouco pois não valia a pena arriscar. No segundo e terceiro turnos, e apesar de ainda haver muito tráfego e de nunca ter conseguido uma volta limpa, os meus tempos por volta foram sempre mais rápidos e equilibrados, o que nos permitiu recuperar algum tempo para os lideres da prova, embora eles já estivessem fora do nosso alcance.”

“Estou muito satisfeito com o resultado obtido hoje. Subir ao pódio em Le Mans, é, para qualquer piloto um sonho tornado realidade. Julgo que para a Peugeot este resultado pode ser considerado uma vitória. É o desfecho de um ano de muito trabalho e dedicação de todos os membros da equipa e chegar a Le Mans com um carro novo e subir ao pódio não é para qualquer um”, concluiu Pedro Lamy. O trio composto por Jacques Villeneuve, Marc Gene e Nicolas Minassian, no Peugeot n.º 7, foi obrigado a terminar a prova prematuramente devido a problemas no motor quando faltavam apenas duas horas de prova. Nessa altura, a equipa ocupava a quarta posição da geral.

Classificação:

1.º Audi Sport North America, 369 voltas
2.º Team Peugeot Total, a 10 voltas
3.º Pescarolo Sport, a 12 voltas
4.º Rollcentre Racing, a 22 voltas
5.º Aston Martin Racing, a 27 voltas

Versão zip  
o piloto
palmarés
multimédia